Escolaridade, e não renda, determina adesão à internet no país

Publicado em 25/01/2013 às 13h55

A escolaridade influencia mais na adesão à internet em um município brasileiro do que a renda média da população. De acordo com o estudo Target Group Index, realizado pelo Ibope, em famílias de igual renda, a presença da internet é maior quando uma pessoa tem mais escolaridade.

Entre as famílias com renda mensal de R$ 300 a R$ 600, por exemplo, a adesão à internet é de 10% entre as quais o chefe do domicílio é analfabeto ou tem apenas instrução primária. Já nas casas com essa mesma renda, mas com um membro da família com ensino superior, a penetração da internet chega a 50%.


A pesquisa Target Group Index avaliou o comportamento de consumo de 20 mil pessoas entre 12 e 75 anos. O estudo foi feito de fevereiro de 2011 até o mesmo mês de 2012 em dez regiões metropolitanas do Brasil e cidades com mais de 50 mil habitantes do Sul e Sudeste, que apresentam uma melhor infraestrutura de acesso à internet.

Conforme José Calazans, analista do Ibope, a pesquisa foi aplicada em cidades maiores, pois elas sofrem menos influência da infraestrutura. “Quando a infraestrutura é eficiente, a influência da escolaridade fica mais clara”, explicou.

Gráfico sobre a relação da escolaridade com o interesse pela internet (Foto: Arte/G1)

 

Disponível em: G1.globo

 

Enviar comentário

voltar para O que o PET está fazendo

left fwR tsY uppercase show c15s sbss bds b01n||tsY normalcase fsN left fwR show c10s sbss|sbne b01 bsd c15||image-wrap|news login c05 fwR b01 tsN bsd|b01 c05 normalcase uppercase bsd|b01 c05 bsd|login news b01 c05 normalcase uppercase bsd|c05 normalcase uppercase b01 bsd tsN|b01 normalcase uppercase c05 bsd tsY|content-inner||